Guerra da Revolução Americana
A Guerra da Independência dos Estados Unidos, Guerra Revolucionária Americana (1775–1783), Guerra Americana da Independência, ou simplesmente Guerra Revolucionária nos Estados Unidos, teve início como uma guerra entre o Reino da Grã-Bretanha e as Treze Colónias, mas, de forma gradual, cresceu para uma guerra mundial entre os britânicos de um lado, e os recém-formados Estados Unidos, França, Países Baixos, Espanha, e o Reino de Mysore do outro. O resultado principal do conflito foi a vitória americana e o reconhecimento europeu da independência dos Estados Unidos, com diferentes resultados para as outras potências.
A guerra foi uma consequência da Revolução Americana. O Parlamento Britânico insistia em que tinha o direito de taxar os colonos para financiar a defesa militar das colónias, a qual se tinha tornado cada vez mais dispendiosa devido às guerras entre os franceses e os índios. As colónias opunham-se àquela taxação argumentando que já gastavam o suficiente na governação local para manter a sua posição no Império Britânico, com Benjamin Franklin a marcar presença no Parlamento Britânico defendo que "As colónias já tinham junto, vestido e pago, durante o último ano, perto de 25 000 homens, e gasto muitos milhões." Os colonos alegavam que, como eles eram cidadãos britânicos, impor leis no Parlamento aos colonos e, em particular, taxação sem representação, era ilegal. Os colonos americanos formaram um Congresso Continental unificado e um governo-sombra em cada colónia, embora, de início, com o desejo de permanecer no Império e leais à Coroa.
O boicote americano à taxação britânica do chá deu origem a um protesto em 1773, quando navios carregados com chá foram destruídos. Londres respondeu pondo um fim ao auto-governo de Massachusetts, e colocando-o sob controlo do exército britânico, e nomeando o general Thomas Gage para governador. Em Abril de 1775, Gage soube que estavam a ser reunidas armas em Concord, e enviou tropas britânicas para as descobrir e destruir. A milícia local fez frente às tropas (ver Batalhas de Lexington e Concord).
Depois de vários pedidos à monarquia britânica para uma intervenção do Parlamento, qualquer tipo de compromisso terminou quando o Congresso declarou traidores por decreto real, e eles responderam com uma declaração de independência de uma nova nação soberana, os Estados Unidos da América, a 4 de Julho de 1776. Os lealistas americanos rejeitaram a Declaração, ficando do lado do rei; acabaram por ser excluídos do poder em todo o lado. As tentativas dos americanos para alargar a rebelião ao Quebec e à Flórida Oriental não foram conseguidas.
A França, Espanha e a República dos Países Baixos, providenciaram, secretamente, munições, armas e mantimentos aos revolucionários desde o início de 1776. Em Junho desse ano, os americanos detinham o controlo total de todos os estrados, mas a Marinha Real Britânica capturou Nova Iorque fazendo desta cidade a sua base principal. A guerra estava num impasse. A Marinha Real consegui ocupar outras cidades costeiras, por breves períodos, mas os rebeldes controlavam o interior, onde vivia 90% da população. A estratégia britânica tinha por base a mobilização de milícias leais à Coroa que, no entanto, nunca foi totalmente realizada. Uma invasão desde o Canadá, em 1777, terminou com a captura do exército britânico nas Batalhas de Saratoga.
A vitória americana convenceu a França a entrar na guerra, declaradamente, no início de 1778, equilibrando as forças nos dois lados. A Espanha e os Países Baixos – aliados de França – também entraram em guerra aberta com os britânicos, nos quatro anos seguintes, ameaçando invadir a Grã-Bretanha e testando a força militar britânica co campanhas n Europa, Ásia e Caraíbas. O envolvimento espanhol resultou na expulsão dos exércitos britânicos da Flórida, e no controlo do flanco sul americano. A vitória naval britânica na Batalha de Saintes frustrou um plano francês e espanhol de expulsar os britânicos das Caraíbas, e os preparativos para uma segunda tentativa foram bloqueadas pela declaração de paz. O longo cerco franco-espanhol dos britânicos em Gibraltar, também resultou em derrota.
O envolvimento francês foi decisivo contudo o custo foi alto, em termos financeiros, arruinando a economia francesa e dando origem a uma enorme dívida. Uma vitória naval fora da Baía de Chesapeake deu origem a um cerco, composto por forças combinadas de franceses e exércitos Continentais, que forçaram um exército britânico a render-se em Yorktown, Virginia, em 1781. A luta continuou durante 1782, enquanto tinham início as negociações de paz.
Em 1783, o Tratado de Paris pôs um fim à guerra e reconheceu a soberania do Estados Unidos no território compreendido entre o Canadá, a norte, Flórida, a sul, e o rio Mississippi a oeste. Em negociações de paz mais alargadas, internacionalmente, foram trocados mais territórios.

Este texto é um excerto do artigo Guerra da Revolução Americana da enciclopédia livre Wikipédia. Na Wikipédia, está disponível uma lista dos autores.
Em pt.wikipedia.org, o artigo Guerra da Revolução Americana foi consultado 28 vezes nos últimos 30 dias. (Versão: 16.06.2013)
Imagens referentes a Guerra da Revolução Americana
Imagem de visualização:
Original:
- Anúncios -
Resultados da pesquisa em Google e Bing
11
1
1
Revolução Americana - Infopédia
Como referenciar este artigo: Revolução Americana. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013. [Consult. 2013-05-21]. Disponível na www:
www.infopedia.pt/$revolucao-americana
1
>30
2
Revolução Americana – Wikipédia, a enciclopédia livre
A Guerra da Independência dos Estados Unidos, também conhecida como Guerra da Revolução Americana ou ainda Revolução Americana de 1776, teve ...
pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Americana
2
>30
3
Guerra da Independência dos Estados Unidos - Wikipédia - Wikipedia
A guerra foi uma consequência da Revolução Americana. O Parlamento Britânico insistia em que tinha o direito de taxar os colonos para financiar a defesa ...
pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_da_Independ%C3%AAncia_dos_Estados_Unidos
3
>30
4
Revolução Americana - SlideShare
Sabemos que a Guerra da Independência dos Estados Unidos da América ( também designada por Guerra da Revolução Americana ou Revolução Americana ...
www.slideshare.net/Joanasoph/revoluo-americana
4
>30
5
Revolução Americana - História - Grupo Escolar
3 set. 2008 ... Revolução Americana, Parte da grande revolução que mudou os destinos da civilização ocidental no final do século XVIII, a guerra da ...
www.grupoescolar.com/pesquisa/revolucao-americana.html
5
>30
6
A Revolução Americana foi a revolta das colónias inglesas na ...
A Independência dos Estados Unidos é considerada a primeira Revolução Americana (a segunda foi a Guerra de Secessão, também nos Estados Unidos).
www.prof2000.pt/users/chito2/revam.htm
6
>30
7
A Revolução Americana (1763-1787) | Luis Rodrigues - Academia ...
Introdii£ao A Revolucao norte-americana do final do seculo XVIII tern sido urn ... foi exercido nas colonias norte-americanas no penodo que se seguiu a Guerra ...
www.academia.edu/197309/A_Revolucao_Americana_1763-1787_
7
>30
8
Eventos que Antecederam a Guerra da Revolução Americana
4 jul. 2012 ... Eventos que Antecederam a Guerra da Revolução Americana - Parte 2. FILL IN THE BLANKS (then see script with explanations below).
www.domineingles.com.br/2012/07/guerra-da-revolucao-americana-parte2/
8
>30
9
Revolução Americana - Contexto Histórico | Arcos - Informações ...
Esse resultado da Guerra dos Sete Anos para as 13 colônias nos leva ao próximo momento da Revolução Americana, o decreto das Leis Intoleráveis.
www.arcos.org.br/cursos/teoria-politica-moderna/federalista/revolucao-americana-contexto-historico/
9
>30
10
Os Batistas e a Revolução Americana - Sola Scriptura TT
A Guerra da Revolução, ou Guerra da Independência Americana foi feita e “A Declaração da Independência” foi escrita e assinada por muitas e várias razões.
solascriptura-tt.org/PessoasNosSeculos/BatistasERevolucaoAmericana-Desconhecido.htm
Resultados da pesquisa para "Guerra da Revolução Americana"
Google: aprox. 2.920.000
Guerra da Revolução Americana na Ciência
História dos Estados Unidos (1754-1783) - Wikipédia - Wikipedia
A Guerra Franco-Indígena também aumentou a união americana, por ... Este treinamento beneficiaria os americanos na revolução que iniciaria-se em 1775.
Kentucky – Wikipédia, a enciclopédia livre - Wikipédia - Wikipedia
Os rebeldes americanos, ocupados demais com o desencadear da guerra no oeste. ... A Revolução Americana terminou em 1783. ..... A primeira instituição de educação superior do Kentucky foi a Universidade Transylvania, fundada em ...
A Revolução Americana (1763-1787) | Luis Rodrigues - Academia ...
Introdii£ao A Revolucao norte-americana do final do seculo XVIII tern sido urn dos ... Por outro lado, a vitoria sobre os franceses na Guerra dos Sete Anos ...
Lincoln de Spielberg, Karl Marx e a Segunda Revolução Americana ...
22 fev. 2013 ... Lincoln de Spielberg, Karl Marx e a Segunda Revolução Americana ... crucial mês da Guerra Civil dos EUA, um conflito equivalente a uma segunda ..... e ciências políticas na Universidade da Califórnia, e autor de Marx at the ...
O PROTESTANTISMO NORTE-AMERICANO - Universidade ...
A guerra contra os índios em 1675-76 trouxe devastação para as vilas mais .... Maryland permaneceu na posse dos Calvert até a revolução americana e ...
::Revista NetHistória - Seção Releases - A Revolução Americana ...
... tentou definir a essência dos Estados Unidos, se referiu à Revolução Americana. ... Gordon S. Wood se formou na universidade Tufts e fez doutorado em Harvard. ... A guerra do Iraque e a crise das "grandes democracias": Os conflitos ...
Importancia Da Revolução Americana Na Sociologia Grátis Ensaios ...
Grátis Ensaios Universitários em Importancia Da Revolução ...
Revolução americana - SlideShare
12 nov. 2012 ... Revolução americana Presentation Transcript. Diogo Sousa Nº 8 / 11º J;  A Guerra da Independência dos Estados Unidos da América, ...
GUERRA DO VIETNÃ - história, causas, foto, resumo, guerra-fria ...
História da Guerra do Vietnã, causas do conflito, batalhas, derrota dos Estados Unidos, protestos contra a guerra, ... Soldados norte-americanos em campo de batalha no Vietnã ... Editora: UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) ...
ADAM SMITH - Cobra Pages
Na primeira, a França ajuda os americanos na guerra pela independência, ... vivia o período de grande atividade marítima que antecedeu a Revolução Industrial. ... No universidade Smith foi profundamente influenciado pelo seu professor de ...
livros referentes ao termo Guerra da Revolução Americana
As mais famosas lendas, mitos e mentiras da história do mundo
As mais famosas lendas, mitos e mentiras da história do mundo
Richard Shenkman, 2005
Guerra da Liga de Augsburgo (1688-1697). 2. Guerra da Sucessão Espanhola ( 1701-1713). 3. Guerra da Sucessão Austríaca (1740-1748). 4. Guerra dos Sete Anos (1756-1763). 5. Guerra da Revolução Americana (1778-1783). 6. Guerras ...
Secesión. La guerra civil americana (Noema (turner))
Secesión. La guerra civil americana (Noema (turner))
John Keegan e José Adrián Vitier, 2012
Magistral historia de la guerra moderna, esta obra viene a cubrir el vacío que existe en la bibliografía en español sobre la Guerra de Secesión americana. Una perspectiva internacional, desde la visión imparcial de un historiador extranjero. Para un historiador militar, incluso si se trata de uno de los más prestigiosos del mundo, como sir John Kee...
Cooperaçao E Conflito Nas Relaçoes Internacionais
Cooperaçao E Conflito Nas Relaçoes Internacionais
JOSEPH S. NYE JR., 2009
... perseguição aos protestantes franceses 1688-1689 Revolução Gloriosa na Inglaterra 1688-1697 Guerra da Liga de ... Guerra da Revolução Americana 1789-1799 Revolução Francesa 1799 Golpe de estado de Napoleão Bonaparte na ...
A batalha de sangrento cume americanos em guerra
A batalha de sangrento cume americanos em guerra
C D Wilson, 2013
A batalha de sangrento cume americanos em guerrapor CD WilsonNinguém tinha feito mais para a vitória, que teve Mike O'Brien. Aqueles cuja vida ele salvou durante a Batalha de Bloody cume nunca vai esquecer seus abnegados ações heróicas. "Ninguém tem maior amor do que este de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. (João 15:13) Mike O...
A verdade sobre o cristianismo
A verdade sobre o cristianismo
Dinesh D ́Souza
que tomou conta do país na metade do século XVIII, criou o fundamento moral da Revolução Americana. ... John Adams mais tarde escreveu: “O que pretendemos com a Revolução Americana? A guerra? Isso não fez parte da revolução; ...
Las guerras inmigratorias: Forjando una solución americana
Las guerras inmigratorias: Forjando una solución americana
Jeb Bush e Clint Bolick, 2013
Una nueva propuesta de seis puntos para la política inmigratoria que se planta sobre la ley y honra el más grande de los valores estadounidenses: la libertad. El debate sobre la inmigración ha sido un reto para esta nación desde su fundación. Pero hoy en día, divide a los americanos con más estridencia que nunca, debido a un fracaso crónico de lide...
Economia do Indivíduo – O Legado da Escola Austríaca
Economia do Indivíduo – O Legado da Escola Austríaca
Rodrigo Constantino
Pelo menos em três ocasiões na história americana desde o fim do período colonial, a população sofreu bastante com o sistema de fiat money. Para financiar o esforço de guerra durante a Revolução Americana, o governo central emitiu ...
1932 - São Paulo em Armas!
1932 - São Paulo em Armas!
João Paulo Martino, 2013
Após 81 anos da chamada Revolução Constitucionalista, hoje quase ninguém sabe o que aconteceu em São Paulo naquele inverno de 1932. A população paulista vê em suas cidades ruas e avenidas que remetem aos episódios de 1932. Que cidade paulista não possui uma rua 23 de maio ou uma avenida 9 de julho? Há alguns anos, o dia 9 de julho voltou a ser feri...
Cultura: tudo o que é preciso saber
Cultura: tudo o que é preciso saber
Dietrich Schwanitz, 2008
Ao mesmo tempo, a declaração da independência significa uma revolução: os americanos – descendentes dos puritanos – mais uma vez negam a sua obediência ao rei. A guerra da independência é igualmente uma guerra de sete anos ...
Faces do Fanatismo
Faces do Fanatismo
Carla Bassanezi Pinsky e Jaime Pinsky, 2013
Fanático por caipirinha. Fanático por samba. Fanático por viagens. Há fanáticos para tudo. Ou melhor, há fanáticos e fanáticos. Entretanto, parece óbvio que um "fanático por novela" é algo bem diferente - e bem menos perigoso - que um "nazista fanático". Numa época de perplexidade, em que olhamos para as conquistas da humanidade...
Desenvolvimento de consultas Google
Registos de blog referentes ao termo
Guerra da Revolução Americana
John Reed, cronista da revolução inacabada
Na obra de um jornalista norte-americano, reportagem e paixão pelos rebeldes russos que se julgaram capazes de mudar mundo
outraspalavras.net/2012/06/01/john-reed-cronista-da-revolucao-inacabada/
History desenvolve série sobre a Revolução Americana | Box de Séries boxdeseries.com.br
Intitulada Sons of Liberty, a trama irá acompanhar um grupo de jovens rebeldes que se unem para mudar o curso da história americana
www.boxdeseries.com.br/site/history-desenvolve-serie-sobre-a-revolucao-americana/
História dos Estados Unidos – Eventos que Antecederam a Guerra da Revolução Americana (Parte 2) | Domine Inglês com Tim and Tammy
]]> This is the second video about the events the lead up to the American Revolutionary War. Esse é o segundo vídeo sobre os eventos que antecederam a Guerra da Revolução Americana.
www.domineingles.com.br/2012/07/guerra-da-revolucao-americana-parte2/
Conhecer a Historia: Revolução Americana
Revolta das colónias inglesas na América do Norte (1775-83), que resultou na instituição dos Estados Unidos da América. Na sua origem esteve a oposição colonial à política inglesa de exploração económica e a recusa dos colonos em custear um exército permanente.
meethistoria.blogspot.com/2013/01/revolucao-americana.html
WESTERNCINEMANIA: ENCENAÇÃO DA GUERRA CIVIL NORTE-AMERICANA
'Reenactors' são aqueles aficcionados que encenam, que reconstituem eventos históricos. Há muitos desses grupos de pessoas no mundo inteiro, mais especialmente nos Estados Unidos.
www.westerncinemania.com/2013/04/encenacao-da-guerra-civil-norte.html
Download Assassin's Creed III Pc Game Full + Crack + Torrent 2012
Baixar Assassin's Creed 3 Full Rip + Torrent Descrição: Connor é um mestiço de pai britânico e mãe indígena, criado na tribo dos Mohawks que é atraído
www.sempregratis.net/download-assassins-creed-iii-pc-game-full-crack-torrent-2012/
Lincoln de Spielberg, Karl Marx e a Segunda Revolução Americana – by Kevin Anderson @ The International Marxist-Humanist
www.internationalmarxisthumanist.org/articles/lincoln-de-spielberg-karl-marx-segunda-revoluo-americana-kevin-anderson
Assassin’s Creed III se passará durante a Revolução Americana | Supernovo.net
supernovo.net/games/assassins-creed-iii-se-passara-durante-a-revolucao-americana/
Revolução Americana
Eclode a guerra Logo após a eleição de Lincoln, e não esperando a posse do presidente, a Carolina do Sul resolveu separar-se da União, arrastando consigo mais seis Estados. Formaram os Estados Confederados da América, sob a presidência de Jefferson Davis em 8 de fevereiro de 1861.
trabhistoria1d.blogspot.com/2013/04/eclode-guerra-logo-apos-eleicao-de.html
Blogue de História: Revolução Americana (1776)
Ideia :A Guerra da Revolução Americana, teve início, com a assinatura do Tratado de Paris, que em 1763 deu finalidade à guerra dos sete anos. Dado este facto, as treze colónias começaram a ter vários conflitos com a metrópole inglesa.
rafapodolski9710.blogspot.com/2011/05/revolucao-americana-1776.html
123