Papa Sixtus V
Sisto V, nascido Felice Peretti, O.F.M. Conv. (Grottammare, 13 de Dezembro de 1521Roma, 27 de Agosto de 1590) foi papa entre 24 de Abril de 1585 e a data da sua morte.
Sisto V foi um homem dos tribunais da Inquisição, onde participou com tal severidade e determinação que, sendo conselheiro inquisitorial em Veneza durante o pontificado de Pio IV, o seu inclemente rigor obrigou a que o governo da Sereníssima República solicitasse ao papa que o chamasse a Roma para se livrar da sua presença. Foi sem dúvida o indicado para salvar a Itália dos bandidos que lá se tinham instalado no pontificado do seu antecessor Gregório XIII. Servindo-se do Cardeal Colonna, perseguiu implacavelmente as quadrilhas de malfeitores nos campos e cidades, e até a ponte de Sant'Angelo se converteu em macabro expositor de cabeças cortadas, de largo efeito dissuasor. Terminada a época de terror dos malfeitores, aproveitou a estrutura de perseguição para punir com igual brutalidade prostitutas, ladrões menores e demais ralé, criando uma imagem de crueldade e o ódio dos seus súbditos. Consciente de que o povo de Roma não lhe haveria de erigir uma estátua depois de falecer, erigiu-a ele próprio no Capitólio, rapidamente demolida pelos romanos.
Também virou, como o seu antecessor, a atenção a Inglaterra, procurando derrubar a rainha Isabel I. Havia sido ele quem, em 1569, redigira a bula de excomunhão da rainha, promulgada por Pio V. Procurou unir as nações católicas contra a apóstata mas comprovou que nas cortes europeias o espírito das antigas cruzadas já tinha passado à história, pois eram apenas interesses tangíveis e materiais, e não a defesa da fé, que moviam os governos e as tropas.
Convenceu Filipe II de Espanha de que havia razões suficientes para empreender uma guerra contra Inglaterra. O rei de Espanha foi inicialmente contra tal empresa, pois tinha já o seu exército em manobras na Flandres. Mesmo assim, e dada a insistência de Sisto V, deu instruções a Olivares, seu embaixador em Roma, para investigar que tipo de apoio político e econômico lhe garantiria o papa para tal tarefa. Filipe II acabaria por enviar em 1588 a malograda Armada Invencível, a cujo desastre total sobreviveu Sisto V durante dois anos.
Sisto V foi consagrado à sombra da Cúpula inacabada de Michelangelo; queixava-se que o tambor aberto fazia a nova basílica parecer um gigante acéfalo.

Este texto é um excerto do artigo Papa Sixtus V da enciclopédia livre Wikipédia. Na Wikipédia, está disponível uma lista dos autores.
Em pt.wikipedia.org, o artigo Papa Sixtus V foi consultado 1 vezes nos últimos 30 dias. (Versão: 11.06.2013)
Imagens referentes a Papa Sixtus V
Imagem de visualização:
Original:
Resultados da pesquisa em Google e Bing
1
>30
1
Papa Sisto V – Wikipédia, a enciclopédia livre
Sisto V, nascido Felice Peretti, O.F.M. Conv. (Grottammare, 13 de Dezembro de 1521 – Roma, 27 de Agosto de 1590) foi papa entre 24 de Abril de 1585 e a ...
pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Sisto_V
2
>30
2
Pope Sixtus V - Wikipedia, the free encyclopedia
Pope Sixtus V. Sixtus V.PNG. Papacy began, 24 April 1585. Papacy ended, 27 ..... 1990 and Isidoro Gatti - Raffaele Tassotti, Ancora su Sisto V papa piceno.
en.wikipedia.org/wiki/Pope_Sixtus_V
3
>30
3
CATHOLIC ENCYCLOPEDIA: Pope Sixtus V - New Advent
He took the name Sixtus V in memory of Sixtus IV, who had also been a Minorite. .... 1861); CUGNONI, Memorie autografe di Papa Sisto V in Archivio della Soc.
www.newadvent.org/cathen/14033a.htm
4
>30
4
Papa Sixtus V - Qwika
Sixtus V, carregado Felice Peretti (, -– , ) era de a . Peretti foi carregado em Grottammare, no Marche. Foi elevado na pobreza; seu pai era um gardener, e his ...
wikipedia.qwika.com/en2pt/Pope_Sixtus_V
5
>30
5
Il Papa e Il Duce: Sixtus V's and Mussolini's Plans for Rome, Capital ...
II Papa e II Duce: Sixtus V's and Mussolini's Plans for Rome 167. Figure 2. Via dei Fori Imperiali: Section of the 1931 Plan for Rome covering the area between ...
www.tandfonline.com/doi/pdf/10.1080/13574809608724379
6
>30
6
Papa Sixtus V, Basilica della Santa Casa, Loreto, Italy - Panoramio
10 Nov 2011 ... Papa Sixtus V, Basilica della Santa Casa, Loreto, Italy. See in Google Earth; Share on: Next user photo Previous user photo · Papa Sixtus V ...
www.panoramio.com/photo/61967657
7
>30
7
sixtus v | Católicos do Brasil
29 jan. 2010 ... Foi canonizado em 1588 pelo Papa Sixtus V. Sua festa é celebrada em 13 de novembro. Publicado em Santos da Igreja Catolica | Marcado ...
www.catolicosdobrasil.com.br/tag/sixtus-v/
8
>30
8
"Gravuras Vaticano Papa Sixtus V 1586 1,46 m 56 cm ... - Bomnegocio
20 mar. 2013 ... Vendo duas gravuras coloridas em papel grosso fac-símiles monumentais medindo cada uma 1,46 metros por 56 cm representando a ...
www.bomnegocio.com/rio_de_janeiro/rio_de_janeiro_e_regiao/gravuras_vaticano_papa_sixtus_v_1586_1_46_m_56_cm_15149218.htm
9
>30
9
Pope Sixtus V | Facebook
This Page is automatically generated based on what Facebook users are interested in and not affiliated with or endorsed by anyone associated with the topic.
www.facebook.com/pages/Pope-Sixtus-V/113647305312346?nr
10
>30
10
Pope Sixtus V, The Conclave And The Traditional Mass ...
13 Feb 2013 ... Still, you never know and every Italian knows (or should know) the more or less legendary anecdotes about Sixtus V, er papa tosto (“the tough ...
mundabor.wordpress.com/2013/02/13/pope-sixtus-v-and-the-traditional-mass/
Resultados da pesquisa para "Papa Sixtus V"
Google: aprox. 71.100
Papa Sixtus V na Ciência
Papa Sisto IV – Wikipédia, a enciclopédia livre
Juntou-se à Ordem Franciscana, e as suas qualidades intelectuais revelaram-se enquanto estudava filosofia e teologia na Universidade de Pavia. Lecionou em ...
Giordano Bruno - Antroposmoderno
O sul da Itália era domínio de Carlos V (Sacro Império), depois de Felipe II da .... sobre a teoria luliana, quando professor na universidade de Toulouse Bruno ..... afrouxado temporariamente após a morte do intransigente Papa Sixtus V em ...
Pope Sixtus v - Tradução em português – Linguee
Muitos exemplos de frases traduzidas com "Pope Sixtus v" – Dicionário inglês ... que pode e deve dizer o Papa no encontro com a universidade da sua cidade?
Pope Sixtus v - Tradução em português – Linguee
Muitos exemplos de frases traduzidas com "Pope Sixtus v" – Dicionário inglês ... que pode e deve dizer o Papa no encontro com a universidade da sua cidade?
GIORDANO BRUNO - Cobra Pages
... seu discípulo João Hennequin em desafio aos doutores da Universidade de ... afrouxado temporariamente após a morte do intransigente Papa Sixtus V em ...
franciscano | Católicos do Brasil
Foi canonizado em 1588 pelo Papa Sixtus V. ... Começou a estudar na Universidade de Palencia e se tornou um franciscano e decano da Catedral de Osma ...
papa urbano | Católicos do Brasil | Página 2
Em 1558 o Papa Sixtus V adicionou São Lucas como co-titular da igreja e a doou para o ... No mesmo ano em 1239 ele começou a estudar na Universidade de ...
descobriram | Católicos do Brasil
6 jun. 2006 ... Em 1558 o Papa Sixtus V adicionou São Lucas como co-titular da igreja ... encontrava-se a professora de Direito da Universidade de Harvard, ...
Frei Milton Coelho - O.F.M.: Março 2013
27 mar. 2013 ... IV) Papa Sixtus V. CREAT ANNO 1585. FREI FELIS PERETO. DADOS DA INTERNET: Sisto V, nascido Felice Peretti, O.F.M. Conventual, ...
livros referentes ao termo Papa Sixtus V
Será que Nostradamus Profetizou?
Será que Nostradamus Profetizou?
Heino Willy Kude
NC - O Papa Sixtus V foi um papa guerreiro que planejou inclusive conquistar o Egito. Não era popular e quando morreu foram derrubados os monumentos erguidos em sua homenagem, tentando-se, assim, apagar suas pegadas. JF — Na ...
Diffraction 2002, Interpretation of the New Diffractive Phenomena in Quantum Chromodynamics and in the S-Matrix...
Diffraction 2002, Interpretation of the New Diffractive Phenomena in Quantum Chromodynamics and in the S-Matrix...
R. Fiore, L.L. Jenkovszky, M.I. Kotsky e V.K. Magas, 2003
The book contains the most up-to-date presentation of the theoretical and most recent experimental data on different aspects of high-energy diffraction. The book follows the traditions established in the publication Diffraction 2000, with as a special feature a balanced presentation of physics from East and West.The topics presented include soft an...
El Papa Benedicto XVI
El Papa Benedicto XVI
Guillermo Gándara, 2012
En tantos mexicanos sigue vivo el recuerdo de aquellas apoteósicas visitas del papa Juan Pablo II a México. Ahora es el papa Benedicto XVIquien nos visita; un papa que inicialmente parecía un poco lejano y sin embargo hoy lo descubrimos cada vez más cálido. Esta pequeña obra, a la vez un homenaje y una semblanza de él, presenta su trabajo concreto ...
Sixtus V. und seine städtebauliche Tätigkeit
Sixtus V. und seine städtebauliche Tätigkeit
Timo Grünbacher, 2005
Studienarbeit aus dem Jahr 2004 im Fachbereich Theologie - Historische Theologie, Kirchengeschichte, Note: 2,0, Ludwig-Maximilians-Universität München, Veranstaltung: Rom - im 1. bis 19. Jhd., 7 Quellen im Literaturverzeichnis, Sprache: Deutsch, Abstract: Seit jeher gab es in der Stadt Rom viel zu entdecken. Eine große Vielfalt an Kulturen, Überres...
ACOLIT: Bibbia, Chiesa cattolica, Curia romana, Stato pontificio, ...
ACOLIT: Bibbia, Chiesa cattolica, Curia romana, Stato pontificio, ...
Mauro Guerrini, Associazione Bibliotecari Ecclesiastici Italiani, 1998
< Sixtus V, papa < Sixtus V, Papst < Sixtus V, pope » Chiesa cattolica. Papa ( 1585-1590 : Sisto V) per le opere ufficiali Sixte I, papa > Sisto I, papa > Chiesa cattolica. Papa (115-125 : Sisto I) per le opere ufficiali Sixte II, papa > Sisto II, papa ...
Die Versetzung des vatikanischen Obelisken, Sixtus V. und sein Architekt Domenico Fontana
Die Versetzung des vatikanischen Obelisken, Sixtus V. und sein Architekt Domenico Fontana
Patricia Weckauf, 2005
Studienarbeit aus dem Jahr 2004 im Fachbereich Kunst - Architektur, Baugeschichte, Denkmalpflege, Note: 1,3, Rheinisch-Westfälische Technische Hochschule Aachen (Bauhistorisches Institut), Veranstaltung: Ägypten, 22 Quellen im Literaturverzeichnis, Sprache: Deutsch, Abstract: Der vatikanische Obelisk steht seit Ende des 16. Jahrhunderts vor der Kir...
Desenvolvimento de consultas Google


Registos de blog referentes ao termo
Papa Sixtus V
Pope Sixtus V, The Conclave And The Traditional Mass | Mundabor's Blog
Tradidi quod et accepi: Catholicism without Compromise (by Mundabor)
mundabor.wordpress.com/2013/02/13/pope-sixtus-v-and-the-traditional-mass/
Frei Milton Coelho - O.F.M.
CORREDOR DA SACRISTIA DO CONVENTO DE OLINDA O CORREDOR DA SACRISTIA ANTIGAMENTE SE CHAMAVA VIA SACRA (CAMINHO SAGRADO), POIS CONDUZIA Á IGREJA. ESTAS PINTURAS SÃO DAS MAIS ANTIGAS DO CONVENTO.
freimilton-ofm.blogspot.com/2013/03/corredor-da-sacristia-do-convento-de.html
Aziz Malachy ve Kehanetleri: Papa V.Sixtus Kehaneti
Malachy'nin Papa V. Sixtus (Felice Peretti) ile ilgili Kehaneti "Axis İn Medietate Signi" İşaretin Ortasındaki Eksen Malachy'nin kehanetinin Papa'nın armasına direkt bir gönderme olduğu düşünülmekteydi.
malachykehanetleri.blogspot.com/2013/03/papa-vsixtus-kehaneti.html
Heresias Católicas: Os problemas da infalibilidade papal
O Papa Honório I (bispado 625-638) foi condenado pelo Sexto Concilio Geral (680-681) por ensinar a heresia monotelita (de que havia somente uma vontade em Cristo); Ludwig Ott admite que o “Papa Leão II (bispado 682-683) confirmou a sua anatematização” (FCD, 150). Nós somos deixados, então, com a incrível situação de um papa infalível ensinando uma doutrina falível (e herege). Se o ofício do ensinamento papal não pode conduzir mal em doutrina e ética, como pode o ensinamento de um papa ser herege? Afirmar que o papa não era infalível nesta ocasião, somente contribui para minar a doutrina da infalibilidade: como pode um papa saber quando seus pronunciamentos doutrinários são ou não infalíveis? Sem uma lista infalível, a Igreja Católica não pode proporcionar orientação infalível em doutrina e moral; se o papa pode ser falível em uma doutrina, por que não poderá ser falível em outra? Além disto, o comentário de Ott de que Leão II não condenou Honório I por heresia, “mas por negligência na supressão do erro” (ibid.), é uma defesa ineficaz. Primeiro, ainda há sérias questões quanto à maneira como o Papa Honório poderia ser um guia infalível em fé e moral enquanto ensinava heresias; a resposta católica de que ele não estava falando ex cathedra neste ponto é conveniente, mas inadequada. Mesmo se tal distinção existisse, invocá-la somente teria a tendência de minar a autoridade das ocasiões, muito mais numerosas, em que o papa, supostamente, está falando com autoridade, mas não infalibilidade. Segundo, isto não explica por que o Sexto Concilio Geral condenou Honório como herege. Terceiro, rejeitar a infalibilidade papal nesta situação, e em situações semelhantes, torna pronunciamentos supostamente infalíveis extremamente raros; por exemplo, seguindo este padrão, um papa falou ex cathedra somente uma vez nos últimos cem anos (sobre a assunção corpórea de Maria). A “infalibilidade” exercida tão raramente tem praticamente nenhum valor, em quase todas as ocasiões. Com o papa quase sempre tendo somente palavras falíveis, os católicos estão propensos a aceitar a sua autoridade em fé e moral quando ele pode estar (e algumas vezes esteve) errado. A orientação infalível que o papado supostamente proporciona é desprezível, na melhor das hipóteses; e, pela admissão da igreja, em um número impressionante de ocasiões, não existe uma orientação supostamente infalível, de maneira nenhuma. Além disto, em 1590, o Papa Sixtus V autorizou uma versão da Bíblia que alegava ter completa autoridade por todo o tempo futuro. O seu prefácio declarava: “Pela plenitude do poder apostólico, nós decretamos e declaramos que esta edição, aprovada pela autoridade entregue a nós pelo Senhor, deve ser recebida e sustentada como verdadeira, legítima, autêntica e inquestionável, em todas as discussões públicas e privadas, leituras, pregações e explanações”. Se algum papa infalível afirmou ter um pronunciamento infalível, foi este. No entanto, a versão do Papa Sixtus da Bíblia estava tão equivocada, com milhares de erros, que teve que ser revisada somente dois anos mais tarde (veja Mathison, SSS, 222). Esta é a infalibilidade papal! O Problema da Insuficiência de Revelação Uma das principais razões dadas pelas autoridades católicas para um magisterium de ensino infalível é o fato de que precisamos de uma orientação infalível para compreender a revelação infalível de Deus, para que ela não seja mal interpretada. Existem, pelo menos, dois problemas aqui. Primeiramente, como uma interpretação infalível pode ser melhor do que a revelação infalível? A revelação divina é uma revelação feita por Deus; afirmar que a revelação infalível de Deus precisa de uma revelação infalível adicional significa dizer que ela não foi apropriadamente revelada, para começar. Certamente, existe uma diferença entre a revelação objetiva (revelação) e a revelação subjetiva (compreensão), mas o problema central nesta consideração não está na nossa percepção da verdade de Deus (cf. Rm 1.19,20). Mais crítico para a verdade da revelação de Deus é a recepção; o “homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus” (1 Co 2.14, RA). Ele não pode “entender” estas verdades porque não as recebe na sua vida, mesmo que as compreenda na sua mente. Na realidade, o que ele percebe claramente (Rm 1.19,20) ele não recebe abertamente, mas “detém” ou suprime (v. 18); ele escolhe o ateísmo na sua mente, rejeitando a verdade sobre Deus em seu coração (Sl 14.1). Embora exista uma diferença entre a revelação objetiva e a compreensão subjetiva, os seres humanos são “indesculpáveis” por deixarem de compreender a revelação de Deus, seja na natureza ou nas Escrituras. E interessante que a teologia católica propriamente dita sustente que os incrédulos podem e devem compreender a verdade da lei natural independentemente do magisterium de ensino romano. Como tal, por que eles precisariam de um magisterium infalível, para compreender apropriadamente a lei divina? Parece singularmente incoerente que os estudiosos católicos afirmem que precisam de outra mente para interpretar corretamente as Escrituras, quando as mentes que Deus lhes deu são suficientes para interpretar todo o restante. Por exemplo, muitos deles são especialistas em interpretar a literatura clássica, envolvendo tanto o significado moral quando o religioso destes textos. No entanto, desejam que acreditemos que estas mesmas mentes, altamente educadas e instruídas, sejam inadequadas para obter uma interpretação religiosa e moral confiável das suas próprias Escrituras. A resposta católica de que os protestantes têm seu próprio magistenum de ensino de conhecimento moderno erra o alvo, por diversos motivos. Por um lado, o magisterium católico depende do conhecimento, tanto quanto os protestantes. Se não dependessem, não seriam capazes de traduzir os textos e entendê-los no contexto correto. Por outro lado, os protestantes não afirmam que é necessário ter conhecimento infalível para interpretar a Bíblia. Adicionalmente, para os protestantes, o conhecimento necessário para o entendimento bíblico não proporciona uma estrutura teológica para interpretar a Bíblia, como é o caso do magisterium de ensino da Igreja Romana; na verdade, ele proporciona as ferramentas linguísticas necessárias para interpretar a Bíblia. Finalmente, as habilidades de interpretação escriturai são as mesmas que as de interpretação de qualquer documento: compreender, no texto, o significado expresso pelo autor. Novamente, os advogados e juízes católicos que são especialistas na interpretação da Constituição ouvem que suas habilidades são inadequadas para obter uma interpretação confiável das Escrituras que Deus deu a todos os crentes. Não é necessário um especialista para interpretar os ensinamentos cruciais das Escrituras. Por exemplo, o Novo Testamento foi escrito no vernáculo da época, a linguagem de comércio do século I, conhecida como grego koiné, a linguagem comum e diária da pessoa comum. Da mesma maneira, a grande maioria das traduções da Bíblia Sagrada para a língua inglesa (incluindo as versões católicas) estão escritas em inglês comum e simples; as verdades essenciais da Palavra de Deus podem ser compreendidas por qualquer pessoa alfabetizada. Na verdade, é um profundo insulto à nossa inteligência, dada por Deus, sugerir que nós podemos ler e entender as notícias diárias, mas precisamos de algum magisterium infalível para entender as Boas Novas de Deus para toda a humanidade.
heresiascatolicas.blogspot.com/2012/09/os-problemas-da-infalibilidade-papal.html
Hágios da Trindade: São Francisco Caracciolo, Sacerdote, Co-fundador da Congregação dos Frades Menores (1563-1608), 04 de Junho
Nasceu em 13 de outubro de 1563 no Castelo de sua família na Villa Santa Maria, Abruzzi, Itália, como Ascanio Pisquizio. Nascido na nobreza, ele era parente de Santo Thomas de Aquino e do Príncipe de Nápoles.
hagiosdatrindade.blogspot.com/2010/06/sao-francisco-caracciolo-sacerdote-co.html
URBANISMO: AINDA MAIS NEGLIGÊNCIAS..: URBANISMO DE SUPERFICIE
Imagem: escavação na 5a. Avenida em Nova York.
qualidadeurbana.blogspot.com/2007/08/urbanismo-de-superficie.html
12 perguntas céticas sobre astrologia – Universo Racionalista
universoracionalista.org/12-perguntas-ceticas-sobre-astrologia/
Revista Graphprint: Habemus impressora: MGI instala a impressora digital Meteor DP8700XL no Vaticano
A MGI Digital Graphic Technology, fabricante de máquinas de impressão digital e soluções para acabamento, avisa que o Vaticano instalou a impressora digital Meteor DP8700 XL. Fundada em 1587 pelo Papa Sixtus V, a Santa Sé implantou a impressora na casa de produção (conhecida como Tipografia Vaticana) que é encarregada de todas as impressões, desde revistas até folhetos, e de todas as impressões regulares e envelopes, juntamente com revistas e publicações artísticas para os museus e a Biblioteca do Vaticano.
revistagraphprint.blogspot.com/2013/04/habemus-impressora-mgi-instala.html
Gesualdo, Vida e Obra – Casamento #4 de Vários | ANTES DO MUNICIPAL
ANTES DO MUNICIPAL -
www.antesdomunicipal.com.br/gesualdo-vida-e-obra-casamento-4-de-varios/
MOMENTOS OPORTUNOS: Santa Martinha (Santa Tatiana ou Santa Tânia. )
Conhecida também como Santa Martinha de Roma. Em 1634 o Papa Urbano VIII decidiu reconstruir uma antiga igreja me honra de Santa Martinha que fica em baixo da Capitol Hill em Roma com vista para o Fórum.
ierardibr.blogspot.com/2013/01/santa-martinha-santa-tatiana-ou-santa.html
123